Mostra Universitária de Audiovisual comecou nesta segunda-feira na UFMT

A tradição das benzedeiras, projetos de intervenção urbana, o uso de drogas, os agrocombustíveis e relatos sobre o universo acadêmico. Estas são algumas das abordagens que estão no foco dos realizadores, cujos filmes integram a programação da 12ª Mostra Universitária de Audiovisual Nacional que ocorre entre os dias 11 e 14 de novembro, no Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

O evento vai contar com exibições de filmes diárias, a partir das 19h, além de oficinas, shows e um debate, no dia 14 de novembro, das 9h às 12h. Na ocasião, produtores independentes, coordenadores de cineclubes e idealizadores de projetos voltados ao fomento do Cinema, discutiram “O Lugar do Audiovisual e do Cineclubismo nas Universidades”.

O supervisor do Cineclube Coxiponés, uma das frentes da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev) da UFMT, Moacir Barros, destaca nesta edição, a presença expressiva de trabalhos mato-grossenses. “Como a mostra é nacional, normalmente temos mais trabalhos de outros estados como origem, porém, neste ano, a maior parte das produções é local, com uma participação expressiva dos alunos de Jornalismo, do Campus de Barra do Garças”, destaca. Segundo ele, entre os vídeos selecionados estão aqueles voltados a temas diversos que figuram entre a ficção e o registro. “Mas a predominância de documentários é notável. Muitos deles se voltaram a revelar personagens do cotidiano das cidades, das histórias de pessoas comuns”.

A mostra já é uma tradição da Universidade Federal de Mato Grosso e tem como meta estimular o desenvolvimento de materiais audiovisuais e cinematográficos entre jovens realizadores e amantes do cinema como expressão cultural, com foco na participação de universitários. De acordo com o pró-reitor da Procev, Fabricio Carvalho, a Mostra de Audiovisual Universitário se configura como um recorte importante do cenário audiovisual brasileiro. “O foco é o que universitários e técnicos estão produzindo. É aí que vamos de encontro às tendências e linguagens do cinema atual”, diz. Na Categoria Universitária são contemplados o melhor filme de ficção, melhor documentário, melhor experimental e melhor filme universitário eleito pelo júri popular. Na categoria Independente, o júri oficial da mostra premia o melhor filme dentre os inscritos. Confira a programação e as sinopses dos filmes. Mais informações pelo (65) 3615-8377 ou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *