Unemat há 35 anos no interior de Mato Grosso

A Universidade do Estado de Mato Grosso completa em 2013, 35 anos de existência. Criada em 20 de Julho de 1978 como Instituto de Ensino Superior de Cáceres, (IESC), a Unemat é hoje uma referência em educação, ciência e tecnologia atendendo cerca de 16 mil alunos entre graduação e pós-graduação.

Em 35 anos, a Unemat cresceu, diversificou e concretizou-se como Universidade do Estado de Mato Grosso: instituição pública, gratuita e de qualidade. Hoje a instituição está presente em ações em praticamente todos os  141 municípios mato-grossenses, seja por meio de campi e núcleos pedagógicos, seja com ações de pesquisa, ensino e extensão.

Atualmente conta com 11 campi instalados nos municípios de: Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Bugres, Cáceres, Colíder, Juara, Luciara, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra. Além disso, foram autorizados a criação de núcleos em Diamantino e Nova Mutum o que deve ocorrer ainda em 2013.

Nos cursos presenciais com ofertas de ingresso semestrais a Unemat conta atualmente com 52 cursos de graduação, que disponibilizam 2.110 vagas a cada semestre, sem contar os cursos específicos, diferenciados como a distância, pedagogia do campo, educação indígena, formação de professores entre outros.

A Universidade do Estado de Mato Grosso também vem investindo na oferta e ampliação dos programas de pós-graduação, se consolidando como referência em pesquisa. Hoje são oito mestrados institucionais e mais de 150 projetos de pesquisa em andamento.

Entre as ações pioneiras para atender às demandas específicas do Estado desenvolvidas pela Unemat, pode-se citar o programa de formação de professores índios em nível de graduação. Nesta modalidade, já foram formados pela Unemat maios de 300 professores de indígenas de 44 etnias diferentes.

A Universidade se orgulha de ser uma instituição profundamente democrática e sintonizada com o contexto brasileiro e busca constantemente a melhoria da qualidade de ensino, pesquisa e extensão, por meio de contratação de profissionais qualificados, incentivo à atualização profissional e investimento em infra-estrutura adequada.